Na audiência a um grupo de dirigentes e jogadores de futebol o Papa recorda os valores autênticos do desporto - Pessoas antes que atletas

POSTADO EM 20 de Maio de 2016

«Cada um de vós, antes de ser um jogador de futebol, é uma pessoa», disse o Papa aos atletas das seleções de futebol italianas Juventus e Milan, recebidos em audiência da manhã de 20 de maio na Sala Clementina, juntamente com dirigentes, técnicos e representantes da Liga nacional série A. «Nunca esmoreçam entre vós – foi a recomendação do Pontífice – o gosto da fraternidade, o respeito recíproco, a compreensão e também o perdão. Fazei com que o homem esteja sempre em harmonia com o atleta». E «para encontrar esta harmonia entre homem e atleta – explicou, acrescentando algumas palavras improvisadas ao texto do discurso preparado – ajuda muito reencontrar sempre a atitude do amador, do “diletante”, que está na base de uma equipe, do qual nasceu». E concluiu com o convite a serem «campeões no desporto, mas sobretudo na vida», a fim de que «o jogo do futebol possa constituir uma mensagem positiva para a sociedade inteira».

© Copyright 2018. Desenvolvido por Cúria Online do Brasil