História da Diocese de Bragança Paulista

POSTADO EM 21 de Março de 2017

Image title

A Diocese de Bragança Paulista é uma divisão territorial da Igreja Católica no estado de São Paulo. O território da diocese situa-se no norte da região metropolitana da cidade de São Paulo, fazendo divisa com o estado de Minas Gerais, pela Serra da Mantiqueira. Sua sede é o município de Bragança Paulista, cidade episcopal desde 1925. No dia 6 de dezembro de 2009, tomou posse o sexto bispo, Dom Sérgio Aparecido Colombo.

No dia 15 de dezembro de 1763, os paulistas Antônio Pires Pimentel e sua mulher Inácia da Silva, por escritura lavrada, doaram à Igreja um terreno em que foi construída a Image titlecapela de Nossa Senhora da Conceição, a qual, localizada perto do morro do Lopo, na Serra da Mantiqueira, nas cercanias de Atibaia, deu origem ao povoado de Conceição do Jaguari. Em 17 de outubro de 1797, o local é elevado à categoria de vila, recebendo o nome de Vila de Nova Bragança, em homenagem à gloriosa Dinastia de Bragança, então reinante em Portugal. A 24 de abril de 1856 a vila é elevada a cidade, com o nome de Bragança. Em 24 de julho de 1925, o papa então reinante, Pio XI, pela bula Ad Sacram Petri Sedem, cria a diocese de Bragança no Brasil. O seu território, em quase toda a extensão, foi tirado da Arquidiocese de São Paulo e, em parte, da então Diocese de Campinas, da qual Bragança tornou-se diocese sufragânea em 1958, com a criação da Província Eclesiástica de Campinas. Atualmente (2015) a Diocese de Bragança Paulista compreende dezoito municípios e sessenta paróquias, num território de 4.400 quilômetros quadrados. Desde a sua criação, a diocese foi governada por seis bispos diocesanos e umadministrador apostólico.


Image title

O brasão de armas da Diocese de Bragança Paulista foi alterado por decreto de Dom Sérgio Aparecido Colombo, em 4 de abril de 2010, ficando assim caracterizado:

Descrição: escudo de blau com um monte de três cômoros de jalde, tendo em chefe uma flor-de-lis sobre um crescente, ambos de argente; e em ponta um aguado deargente ondado de blau. O escudo está assente sobre uma Cruz com um traço e um Báculo, de jalde, passados em aspa, tendo como timbre uma mitra ornada. Sob o escudo, um listel de blau com a inscrição: DIŒCESIS BRIGANTIENSIS IN BRASILIA, em letras de argente

Interpretação: O campo de blau (azul) representa o manto de Maria Santíssima, sob cuja proteção está posta toda a Diocese de Bragança Paulista. O monte representa a situação geográfica da diocese, entre as serras: da Mantiqueira, da Cantareira e do Japi, e sendo de jalde (ouro) traduz: nobreza, autoridade, premência, generosidade, ardor e descortínio. A flor-de-lis sobre o crescente simboliza Nossa Senhora da Conceição, padroeira da Diocese e seu metal argente (prata) traduz: inocência, castidade e pureza, três grandes virtudes da Mãe de Deus e nossa. O aguado de argente (prata) ondado de blau (azul) representa o Rio Jaguari, que deu nome, em 1763, ao primitivo povoado: "Conceição do Jaguari", sendo que seu metale sua cor têm os significados acima descritos. A cruz com o báculo decussados são suportes e símbolos do poder episcopal e a mitra é o timbre da sede diocesana.


A Diocese teve como bispos:

- Dom José Mauricio da Rocha ( in memoriam) Primeiro bispo diocesano 1927 a 1969

- Dom Gabriel Paulino Bueno Couto, Oc. (Administrador Apostólico)(in memoriam) 1968 a 1971

- Dom José Lafayette Ferreira Alvares (in memoriam) 1971 a 1976

- Dom Antonio Pedro Misiara ( in memoriam) 1977 a 1995

- Dom Bruno Gamberini (in memoriam) 1995 a 2004

- Dom José Maria Pinheiro 2005 a 2009

- Dom Sergio Aparecido Colombo 2010

© Copyright 2017. Desenvolvido por Cúria Online do Brasil