CELEBRAÇÃO DA PÁSCOA EM TEMPO DE PANDEMIA - Pe. Nei de Oliveira Preto

POSTADO EM 01 de Abril de 2021

Image title

“Não vos assusteis! Vós procurais Jesus de Nazaré, que foi crucificado? Ele ressuscitou não está aqui” (Mc 16, 6). 


Este versículo bíblico está no evangelho da missa da vigília pascal. Ele afirma que Cristo ressuscitou. A ressurreição de Cristo, isto é, a Páscoa de Cristo, a passagem da morte para vida é o que dá todo o sentido da religião cristã católica, como diz são Paulo aos Coríntios “se Cristo não ressuscitou, ilusória seria nossa fé” (1 Cor 15,7). Pois, pela ressurreição de Cristo que todos os cristãos alcançarão a imortalidade. Cristo, nossa Páscoa!


Na fé cristã católica a Páscoa é o ponto mais alto das celebrações anuais, é da Páscoa que decorrem todas as celebrações e todo o calendário da Igreja. A cada ano os cristãos católicos, celebrando a Páscoa, renovam suas vidas, renovam sua graça e seu compromisso batismal, num sentido de renascimento, de um novo início, de uma vida nova  em Cristo.


A celebração da Páscoa ocorre dentro da Semana Santa na vida da Igreja. É no “Tríduo Pascal”, que celebramos a Páscoa, celebramos  a Paixão, Morte e Ressurreição de Nosso Senhor Jesus Cristo.  O Tríduo Pascal tem seu início na missa vespertina da Ceia do Senhor (lava-pés), na quinta-feira santa, passa pela celebração da paixão e morte do Senhor, na sexta-feira santa, chega no seu ponto mais alto, na missa da Solene Vigília Pascal, no sábado à noite e termina no domingo de Páscoa.


Neste contexto de pandemia que estamos vivendo, nesta “fase emergencial”, estão proibidos os cultos públicos, por isso, a Igreja realiza as celebrações da Páscoa fazendo transmissões on-line via internet.  É uma realidade desafiadora, “triste”, pois, o povo está privado da Comunhão Eucarística. Mas, não de Deus, que está no meio de nós.


Com a mesma confiança em Deus e com a mesma esperança de que tudo isso vai passar, como Igreja, entendemos e convidamos todas as famílias católicas para celebrar a Páscoa em casa, rezando unida e acompanhando as celebrações da sua comunidade com  a mesma fé que vem de Deus, e cuidando uns dos outros, como Deus Pai, cuida de todos seus filhos e filhas.


A Celebração da Páscoa este ano será marcada na história, como uma celebração em que a Igreja  reza pelas vítimas da COVID-19, reza e se solidariza pelas famílias afetadas por essa crise sanitária, reza pelos que estão isolados em casa, em muitas situações de solidão, reza tantos trabalhadores nas áreas de saúde, educação, comércio, que precisam continuar trabalhando pelo bem da sociedade.


A Páscoa desse ano será uma celebração de súplica e confiança, se jamais perder a esperança em Cristo Ressuscitado. N’Ele é possível dizer: “FELIZ PÁSCOA”



Pe. Nei de Oliveira Preto

Vigário Geral da Diocese de Bragança Paulista



*Os artigos publicados são de inteira responsabilidade de seus autores. As opiniões neles emitidas não exprimem, necessariamente, o ponto de vista da Diocese de Bragança Paulista.

© Copyright 2021. Desenvolvido por Cúria Online do Brasil