#DicasDaPascom - Como usar melhor o Whatsapp na igreja?

POSTADO EM 13 de Abril de 2018

Whatsapp

Este é um dos mais populares aplicativos de troca de mensagens e que por isso, se for bem usado, pode se tornar um poderoso meio de evangelização.

Temos que respeitar a principal finalidade deste meio, que é a rápida troca de mensagens.

Ou seja, o Whatsapp não deve ser usado para publicação de longos textos, grande quantidade de fotos e vídeos, etc. Há outros meios para se fazer isso. O Whatsapp pode ser usado para compartilhar o link dessas publicações.

Você não deve “forçar” a pessoa a ver todas as fotos de um determinado evento publicando tudo no grupo, isso vai sobrecarregar o celular dele. Crie um álbum de fotos no Facebook, por exemplo, e compartilhe o link no Whatsapp. Só irão clicar as pessoas que realmente estiverem interessadas.

Os grupos deste aplicativo devem funcionar para facilitar a comunicação entre as pessoas que tem algo em comum, ou que pertencem a mesma pastoral e movimento. Não compartilhe no grupo de coroinhas algo relacionado exclusivamente ao grupo de músicos, por exemplo.

Esses grupos são a extensão da nossa comunidade cristã católica, ou seja, evite compartilhar nos grupos com membros da Igreja conteúdos que não condiz com a nossa vida de fé católica como mensagens espíritas, políticas, partidárias, racistas, etc.

Quem está do outro lado da tela é um irmão de fé. Respeite a dignidade do outro. Não se comporte de uma maneira diferente da forma como você se comporta na igreja. Isto é, não diga no virtual aquilo que você não diria se estivesse pessoalmente com o outro.  

Também nos meios de comunicação virtual vale a regra de ouro: Nunca faça ao outro aquilo que não gostaria que fizessem com você.

Visando uma melhor comunicação sugiro que se criem algumas normas e regras para os membros destes grupos com um sistema de advertência e punição. Por exemplo: se determinado membro publicou algo que não cabe a finalidade do grupo ele pode receber uma advertência.

Persistindo no erro, depois de uma determinada quantidade de advertências ele pode receber a punição máxima de ser excluído do grupo. Depois de um tempo ele pode até ser reabilitado se reconhecer o seu erro e prometer não mais pecar.Não devemos nos esquecer que a reconciliação é um sacramento na nossa Igreja.

Usando de forma correta o Whatsapp e respeitando as regras e as pessoas a comunicação entre os grupos da nossa igreja só irá melhorar.

#FicaADica

Pe. Marcio Canteli

Assessor Diocesano da Pascom

- Se você tem sugestões ou outras dicas sobre esse meio de comunicação e quer compartilhar conosco por favor envie um email para: curiapastoral@diocesedebraganca.com.br

© Copyright 2018. Desenvolvido por Cúria Online do Brasil